COBERTURA VEGETAL EM SISTEMAS DE MANEJO DE SOLO

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agricultura

Acessos neste artigo: 5


Certificado de participação:
Certificado de Diandra Pinto Della Flora

AUTORIA

Realdo Felix Cervi , Diandra Pinto Della Flora , Lucas De Oliveira Donaire , Jorge Wilson Cortez , Nayra Fernandes Aguero , Dario Alexandre Schwambach

ABSTRACT
O atual cenário de manejos de cultivo tem levado à procura de sistemas cada vez mais eficientes, visando acompanhar a demanda produtiva, sendo, ao mesmo tempo, rentável, sustentável, e sem causar danos ao meio ambiente. Desta forma, objetivou-se avaliar a cobertura vegetal em sistemas de manejo do solo. O trabalho foi desenvolvido em Fazenda Experimental no delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições. Os tratamentos foram compostos por seis sistemas de manejo: EC: escarificação cruzada e uma gradagem; CM: uma escarificação; EG: uma escarificação e uma gradagem; GR: uma gradagem; SM: sem mobilização; PC: uma aração e duas gradagens. A porcentagem de cobertura vegetal foi determinada antes e após as operações de preparo do solo. O índice de cobertura vegetal foi calculado pela divisão entre a cobertura vegetal após e antes das operações de preparo. A análise dos dados foi realizada pela análise de variância e, quando significativo, com o teste de Scott Knott a 5% de probabilidade para comparação de médias. Os manejos de solo afetam a cobertura vegetal em superfície. O preparo convencional (uma aração seguida de duas gradagens) resulta em menor cobertura vegetal em superfície, promovendo a incorporação de quase toda cobertura. 	Sistemas sem mobilização do solo possibilitam a manutenção da cobertura vegetal em superfície em quase sua totalidade.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Igor Kieling Severo 09-02-2021 12:50:35

Trabalho está seguindo as normas para publicação. Tema de suma importância, onde que apresenta dados interessantes e de relevância para o produtor e meio acadêmico.

Foto do Usuário Jefrejan Souza Rezende 09-02-2021 12:50:35

Bom trabalho. Ainda que não mediu variáveis de solo eu entendo que o objetivo foi apenas verificar o índice de cobertura vegetal

Foto do Usuário Jaislânia De Jesus Nunes 09-02-2021 12:50:35

Bom trabalho. O Resultado está coerente com o objetivo.

Foto do Usuário Dalila Da Costa Gonçalves 09-02-2021 12:50:35

Vale destacar que já se discuti o manejo do solo em plantio direto, e suas consequências negativas para a agregação do solo. Atualmente a cobertura do solo é umas das estratégias mais eficazes no manejo do solo, poderia ter abordado este tópico que vem sem discutido em sistemas conservacionistas.

Foto do Usuário Fabrício Ap. Adami 09-02-2021 12:50:35

Realmente não existem mais duvidas em relação ao manejo dos solos e suas contribuição para manutenção da matéria seca. Bom trabalho.

Foto do Usuário Dinara Grasiela Alves 09-02-2021 12:50:35

Trabalho bem escrito. Conclusões estavam de acordo com o objetivo.

Foto do Usuário André Kapingala Imbo Ndjamba 09-02-2021 12:50:35

O trabalho é actual e pertinente. A metodologia bastante interessante, embora me parece carecer de alguma clarificaçäo sobre. os tratamentos. Daí que gostava de efectuar as perguntas seguintes: - Em quantas mobilizaçöes consistiram os tratamentos CM e GR? - Como se explica haver na Tabela 2 avaliaçäo da cobertura após o 2º manejo para os tratamentos CM e GR? Sugerimos melhorar a redaçäo na definiçäo dos tratamentos para melhorar a compreensäo sobre manejo e número de mobilizaçöes efectuadas por tratamento.

Foto do Usuário Gustavo De Oliveira Alves 09-02-2021 12:50:35

O trabalho é muito interessante, apesar da metodologia apresenta-se de forma um pouco confusa.

Foto do Usuário Geraldo Acácio Mabasso 09-02-2021 12:50:35

Em relação a estrutura deve se atentar as normas estabelecidas pela organização do evento para corrigir pequenos lapsos, como é casso da indicação da filiação dos autores, indicação de palavras-chave, alguns detalhes no resumo e ao longo do texto. Uma vez que não houve efeito inicial da cobertura, o ideal seria indicar o valor médio e não os valores individualizados (os valores observados são aleatórios). Não está muito explícito no trabalho, o que considera 1º e 2º manejo?