CRESCIMENTO INICIAL DE PLANTAS DE Sorghum bicolor SOB DIFERENTES REGIMES HÍDRICOS

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Fisiologia

Acessos neste artigo: 3


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível
AUTORIA

Larissa Pacheco Borges , Amanda Ayda Garcia Basílio , Brunno Nunes Furtado , Mariana Souza Gratão , Víctor Alves Amorim , Fábio Santos Matos

ABSTRACT
O presente estudo teve como objetivo identificar o efeito da disponibilidade hídrica no crescimento inicial de plantas de sorgo granífero. O trabalho foi conduzido sob bancada em casa de vegetação na Universidade Estadual de Goiás, Campus Sudeste, UnU-Ipameri. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado com seis tratamentos e seis repetições. Após a emergência e desenvolvimento inicial (23 DAE), as plantas foram irrigadas com volumes de água referentes a 25%, 50%, 75%, 100%, 200% e 400% da evapotranspiração diária. Aos 31 DAE as seguintes variáveis foram analisadas: altura, área foliar, biomassa total e taxa de transpiração. As plantas de sorgo apresentaram alta sensibilidade estomática para reduzir a perda de água e evitar a desidratação; além disso, sob déficit hídrico, as plantas exibiram redução no crescimento vegetativo que levou ao atraso no estabelecimento, mostrando assim uma susceptibilidade média à seca. Porém, o excesso de água não foi suficiente para promover atraso no estabelecimento das plantas de sorgo demostrando maior tolerância.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Andresa Pereira Da Silva 09-02-2021 12:50:35

O trabalho seguiu todas as normas expostas pelo evento. Além de ser um trabalho bastante relevante para as ciências agrárias.

Foto do Usuário Rubia Camargo Inoue 09-02-2021 12:50:35

O trabalho é bem claro e objetivo. Com muita clareza da metodologia e discussão. Parabéns.